OK 
     
ApresentaçãoEstudosBibliografiaEstatísticas e Bases de DadosIndicadoresPublicaçõesNotícias e EntrevistasNewslettersLigações
Home >  Indicadores >  Rendimento e Pobreza  > 
Indicadores


Rendimento e Pobreza
  Coeficiente de Gini: Portugal entre os países da UE mais desiguais na distribuição do rendimento
Apenas a Lituânia e a Letónia apresentam um registo mais negativo do que o português.
  Concentração do rendimento nos grupos mais abastados aprofundou-se a partir do final da década de 80
Os 10% mais ricos em Portugal detêm quase 40% do rendimento total.
  Desigualdade de rendimento (S80/S20): uma inversão de tendência em Portugal no ano de 2010?
Portugal era, em 2010, o sétimo país da UE-27com um nível de desigualdade económica mais elevado, de acordo com a medida S80/S20. Já esteve alguns lugares acima neste pódio indesejado.  
  Desigualdade de rendimento (S90/S10): o fosso entre os 10% mais ricos e os 10% mais pobres
Desigualdade na distribuição do rendimento entre os 10% mais ricos e os 10% mais pobres tem vindo a diminuir desde 2003, em 2009 apesar de confirmar a tendência ainda apresenta um valor bastante elevado.

  Desigualdades de remuneração entre grupos etários no sector privado (2000-2009)
De uma forma geral, os jovens trabalhadores das empresas portuguesas auferem remunerações base médias inferiores às dos trabalhadores mais velhos. No entanto, as habilitações escolares, o sexo e o tipo de vínculo laboral são variáveis que fazem com que esta relação não seja linear.
  Distribuição do rendimento em Portugal é fortemente assimétrica
Comparando com os outros países da União Europeia, Portugal apresenta um perfil de distribuição de rendimento fortemente assimétrico. Em 2008, os 20% mais ricos auferiam 43,2% do rendimento disponível, a percentagem mais elevada na UE-27.
  Ganho médio mensal dos trabalhadores em Portugal: os mais ricos ganham cada vez mais
Entre 1985 e 2009 o ganho médio mensal dos trabalhadores das empresas portuguesas aumentou consideravelmente (passando de 535 Euros para 1.001 Euros).Tal como as desigualdades de remuneração.

  Habilitações escolares e quintis de remuneração em Portugal
Mesmo entre os trabalhadores com habilitações de nível superior existem acentuadas diferenças remuneratórias.

  Mais ricos em Portugal no topo da distribuição mundial dos rendimentos
O rendimento dos 1% em Portugal está ao nível do rendimento dos 1% mais ricos nos Estados Unidos e no Brasil.

  O acentuar das desigualdades de remuneração em Portugal no sector privado
No período de mais de vinte anos entre os anos de 1985 e de 2009, as remunerações médias dos trabalhadores do sector privado em Portugal conheceram um acréscimo de 74%. Contudo, esse aumento não ocorreu de igual forma para todos os trabalhadores: os trabalhadores com as remunerações mais elevadas acumulam agora uma fatia ainda mais importante da remuneração total, enquanto os trabalhadores com remunerações intermédias viram a parte que a sua remuneração representa diminuir.

1 | 2 | 3 |
  Glossário de Indicadores