OK 
     
ApresentaçãoEstudosBibliografiaEstatísticas e Bases de DadosIndicadoresPublicaçõesNotícias e EntrevistasNewslettersLigações
Home >  Indicadores >  Mercado de Trabalho  > 
Indicadores


Mercado de Trabalho
  Actividade feminina: a persistência de desigualdades regionais

A taxa média de actividade feminina apresentada por Portugal é uma das mais elevadas da EU-27. No período entre 1999 e 2009, o país registou uma evolução positiva em todas as regiões, especialmente na Região Autónoma dos Açores que continua, no entanto, a ser a que tem menor presença das mulheres no mercado de trabalho.


  Custos laborais e escolaridade nos países da OCDE
Portugal apresenta um dos mais baixos custos laborais dos países da Organização. Os dados apresentados são referentes à população com idade entre 25-64 anos.
  Custos unitários do trabalho e produtividade num país de baixos salários
Os salários em Portugal são comparativamente baixos.
  Perfil socioprofissional dos jovens trabalhadores do sector privado (2000-2009)
Entre 2000 e 20009 assistiu-se a um aumento progressivo do nível de escolaridade dos trabalhadores do sector privado, mas também do seu nível de precariedade contratual
  População com deficiência e incapacidade na União Europeia: elevadas taxas de inactividade

Em 2002 Portugal era o quinto país da UE-25 com a taxa de emprego de indivíduos com deficiência e incapacidade mais elevada. Em geral, esta população apresenta níveis de inactividade muito significativos.


  População empregada em Portugal tem ainda baixos níveis de escolaridade
Nos últimos anos diminuiu significativamente a proporção da população empregada que não tinha ido além do 9º ano.
  Portugal entre os países da UE com maior incidência de trabalho precário
Este tipo de vinculação laboral tem vindo a aumentar nos últimos anos no país.
  Precariedade laboral no sector privado afecta sobretudo os trabalhadores mais jovens (2000-2009)
São eles também que apresentam níveis de escolarização mais elevados.
  Trabalho a tempo parcial: em Portugal 45,8% é involuntário
Este tipo de regime laboral assume em Portugal um peso relativo comparativamente baixo.
1 |
  Glossário de Indicadores