OK 
     
ApresentaçãoEstudosBibliografiaEstatísticas e Bases de DadosIndicadoresPublicaçõesNotícias e EntrevistasNewslettersLigações
Home >  Estudos >  Análises  > 
Estudos - Análises


2014 | 2013 | 2012 | 2011 | 2010 | 2009 | 2008 |

Desigualdades de padrões de vida na sociedade portuguesa
António Firmino da Costa, Rosário Mauritti e Susana da Cruz Martins

Os padrões de vida dos portugueses variam de acordo com a sua escolaridade, perfil socioprofissional e consumos. Os menos qualificados e com inserções profissionais menos favoráveis tendem a ter práticas de consumo pouco amplas. Pelo contrário, os portugueses que detêm recursos escolares elevados e se inserem nas categorias socioprofissionais dominantes apresentam práticas de consumo mais diversificadas; no plano patrimonial, são muitas vezes titulares de equipamentos supletivos.



Desigualdade económica em Portugal
Carlos Farinha Rodrigues

A publicação anual pelo Eurostat e pelo INE de indicadores de desigualdade na distribuição pessoal do rendimento em Portugal, e a sua comparação com os dos restantes países da União Europeia (U.E.), suscita habitualmente um conjunto de declarações públicas e de artigos de opinião em que de forma quase unânime se lamenta e condena a posição de Portugal como um dos países com maiores índices de desigualdade económica na U.E. Porém, raramente a indignação revelada face aos níveis de desigualdade apresentados se traduz numa avaliação aprofundada das características dessa desigualdade, dos seus principais determinantes e duma correcta apreciação da sua evolução ao longo do tempo. Por outro lado, a unanimidade no repúdio rapidamente desaparece quando se pretende identificar medidas que visem a sua redução de forma sustentada.



Desigualdades sociais na educação básica
Pedro Abrantes

As desigualdades nos resultados escolares dos alunos provenientes das diferentes classes sociais são um tema clássico da Sociologia, alimentando um debate importante sobre o papel dos sistemas educativos na promoção da igualdade de oportunidades nas sociedades democráticas ou, pelo contrário, na reprodução das desigualdades.



Orientações escolares dos alunos autóctones e descendentes de imigrantes: a importância da classe social e do género
Teresa Seabra, Sandra Mateus, Elisabete Rodrigues e Magda Nico

Esta investigação sublinha a importância dos condicionalismos associados à classe social de origem e ao género na configuração dos projectos escolares dos alunos, nomeadamente as suas opções escolares no término do 9º ano. Muitas vezes usada como factor explicativo das trajectórias escolares, a origem étnico-nacional revelou-se pouco operativa na compreensão das opções formativas destes alunos no finalizar da escolaridade obrigatória.



Evolução do PIB e desemprego: Portugal e a média da União Europeia, 1998-2007
Nuno de Almeida Alves

Evolução do PIB e desemprego: Portugal e a média da União Europeia, 1998-2007 É habitual ouvir-se que Portugal é uma pequena economia aberta, cujo ritmo de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) está muito dependente de circunstâncias exógenas, nomeadamente, da saúde económica dos seus parceiros comerciais da União Europeia, usualmente a Espanha e a Alemanha.


1 | 2 |
  Análises
  Conferências e Apresentações
  Audiovisuais