OK 
     
ApresentaçãoEstudosBibliografiaEstatísticas e Bases de DadosIndicadoresPublicaçõesNotícias e EntrevistasNewslettersLigações
Home >  Indicadores >  Educação e Formação  > 
Indicadores


Escolaridade da população activa portuguesa
Números têm vindo a melhorar, mas os baixos níveis qualificacionais ainda predominam.  


Cerca de 70,0% da população activa portuguesa não tinha, no ano de 2008, concluído um nível de escolaridade superior ao 3º ciclo do ensino básico. Na Região Autónoma dos Açores esta realidade estendia-se a 79,2% da sua população.
O 1º ciclo do básico é aliás o grau de ensino modal entre a população activa portuguesa (mais de 1/4 desse universo). Apenas 15,3% e 14,8% concluíram o ensino secundário ou pós-secundário e superior, respectivamente - menos de 1/3, portanto.
A Região Autónoma da Madeira é a que conta com uma maior porção de activos sem qualquer escolarização (7,0%), enquanto o Centro, os Açores e o Algarve são as regiões com um maior número relativo de activos que concluíram no máximo o 1º, 2º e 3º ciclo do ensino básico, respectivamente. O Algarve é, por outro lado, a região do país onde a porção de activos que concluíram o ensino secundário ou pós-secundário é maior (19,7%). Lisboa e Vale do Tejo é a região cuja população activa agrupa uma maior porção de activos que concluíram o nível secundário/pós-secundário ou superior (perto de 40,0%). Aliás, é aí que a categoria dos activos detentores de um título académico assume uma maior expressão (20,2%).

 

Entre 1998 e 2008 a percentagem de activos sem qualquer qualificação escolar diminuiu 4,7 pontos percentuais (de 9,5% para 4,8%), tendência que se aplica aos que concluíram apenas o 1º e o 2º ciclo do básico: decréscimo de 10,5 e 1,9 pontos percentuais do seu peso proporcional. Pelo contrário, as três outras categorias de escolaridade em causa no Gráfico 3 conheceram um aumento do seu peso relativo: a percentagem de activos que concluíram o 3º ciclo do básico, secundário/pós-secundário e superior cresceu, respectivamente, 6,7, 4,3 e 6,0 pontos percentuais.

  Glossário de Indicadores