OK 
     
ApresentaçãoEstudosBibliografiaEstatísticas e Bases de DadosIndicadoresPublicaçõesNotícias e EntrevistasNewslettersLigações
Home >  Notícias e Entrevistas > 
Notícias e Entrevistas


publicado em:  20 Abril 2012
Mais 260 mil desempregados registados no IEFP desde Janeiro de 2008

Desemprego registado em Portugal começa a aproximar-se dos 700 mil.

O Gráfico 1 permite observar a evolução do desemprego registado em Portugal, desde Janeiro de 2008 até Março de 2012. A informação que nele consta diz respeito não só ao número de desempregados registados no IEFP em cada mês do período considerado, mas também a sua variação homóloga. Por exemplo, a variação homóloga do desemprego registado em Janeiro de 2008 tem como valor de referência o número de desempregados registados em Janeiro de 2007.

O número de desempregados aumentou de forma relativamente constante entre Janeiro de 2008 e Março de 2010 (de 399 674 desempregados registados para 571 754). A partir desde último mês o valor deste indicador tendeu a decrescer situando-se em 518 705, em Junho de 2011. A partir de Julho de 2011 até Março de 2012 o número de desempregados registados no IEFP aumentou sempre face ao verificado no mês anterior, atingido os 661 403 neste último mês. Se se comparar o número de desempregados registados em Março de 2012 com o verificado em Março de 2008, conclui-se que este indicador conheceu um aumento de 69,1%.



No que concerne à variação percentual do número de desempregados face ao ano anterior, constata-se que entre Janeiro e Setembro de 2008 houve uma diminuição deste indicador face aos respectivos meses de 2007.  Em Janeiro essa diminuição foi de 12,7%, tendo-se nos meses seguintes observado uma progressiva aproximação aos números do ano anterior. Desde Setembro de 2008 até Junho de 2009 observou-se um aumento cadente do valor do desemprego homólogo. Neste último mês o desemprego registado aumentou 30% face ao mês homólogo de 2008.  Este indicador manteve-se acima dos 20% até Janeiro de 2010, tendo a partir daí diminuído de forma significa até Outubro de 2011. Nesse intervalo temporal houve inclusive meses em que o desemprego homólogo registou valores negativos. A partir de Novembro de 2011 verificou-se um progressivo aumento do valor deste indicador, que atingiu em Março de 2012 os 19,8%.

O Quadro 1 apresenta a informação detalhada para esta série de dados.

 

  Entrevistas

Conteúdos Relacionados

Quase 300 mil desempregados não recebem prestações de desemprego
Em 2010 Portugal apresentava uma das mais elevadas taxas de desemprego da OCDE
Desemprego no Algarve aproxima-se dos 15%
Lisboa tem a taxa de desemprego mais elevada do país
Doenças reumáticas limitam qualidade de vida e o trajecto no mercado de trabalho: entrevista a Luís Cunha Miranda