OK 
     
ApresentaçãoEstudosBibliografiaEstatísticas e Bases de DadosIndicadoresPublicaçõesNotícias e EntrevistasNewslettersLigações
Home >  Notícias e Entrevistas > 
Notícias e Entrevistas


publicado em:  20 Abril 2012
Mais 260 mil desempregados registados no IEFP desde Janeiro de 2008

Desemprego registado em Portugal começa a aproximar-se dos 700 mil.

O Gráfico 1 permite observar a evolução do desemprego registado em Portugal, desde Janeiro de 2008 até Março de 2012. A informação que nele consta diz respeito não só ao número de desempregados registados no IEFP em cada mês do período considerado, mas também a sua variação homóloga. Por exemplo, a variação homóloga do desemprego registado em Janeiro de 2008 tem como valor de referência o número de desempregados registados em Janeiro de 2007.

O número de desempregados aumentou de forma relativamente constante entre Janeiro de 2008 e Março de 2010 (de 399 674 desempregados registados para 571 754). A partir desde último mês o valor deste indicador tendeu a decrescer situando-se em 518 705, em Junho de 2011. A partir de Julho de 2011 até Março de 2012 o número de desempregados registados no IEFP aumentou sempre face ao verificado no mês anterior, atingido os 661 403 neste último mês. Se se comparar o número de desempregados registados em Março de 2012 com o verificado em Março de 2008, conclui-se que este indicador conheceu um aumento de 69,1%.



No que concerne à variação percentual do número de desempregados face ao ano anterior, constata-se que entre Janeiro e Setembro de 2008 houve uma diminuição deste indicador face aos respectivos meses de 2007.  Em Janeiro essa diminuição foi de 12,7%, tendo-se nos meses seguintes observado uma progressiva aproximação aos números do ano anterior. Desde Setembro de 2008 até Junho de 2009 observou-se um aumento cadente do valor do desemprego homólogo. Neste último mês o desemprego registado aumentou 30% face ao mês homólogo de 2008.  Este indicador manteve-se acima dos 20% até Janeiro de 2010, tendo a partir daí diminuído de forma significa até Outubro de 2011. Nesse intervalo temporal houve inclusive meses em que o desemprego homólogo registou valores negativos. A partir de Novembro de 2011 verificou-se um progressivo aumento do valor deste indicador, que atingiu em Março de 2012 os 19,8%.

O Quadro 1 apresenta a informação detalhada para esta série de dados.

 

  Entrevistas

Conteúdos Relacionados

Em 2010 Portugal apresentava uma das mais elevadas taxas de desemprego da OCDE
55,6% do desemprego em Portugal é de longa duração
Portugal tem um perfil de flexibilidade laboral baixo
Quase 165 mil desempregados não têm acesso ao subsídio de desemprego
OIT publica relatório "Global Employment Trends 2009"